Após temporal, Doria pede para população de SP não sair de casa

Após uma noite de temporal em São Paulo e na região metropolitana, o saldo, até o meio da tarde desta segunda (11), era de doze mortes confirmadas pelo Corpo de Bombeiros e muita destruição. O governador João Doria (PSDB) sobrevoou as regiões mais afetadas pela água e pediu que a população não saia de casa nas próximas 48 horas, já que a chuva promete não dar tréguas por enquanto.

Logo pela manhã, Doria viu de cima as regiões mais inundadas da cidade e determinou prioridade no atendimento a desabrigados, remoção de pessoas em áreas de risco e atuação coordenada da Defesa Civil Estadual, Corpo de Bombeiros e prefeituras de cidades afetadas. O restabelecimento de serviços públicos interrompidos também é considerado prioritário, diz o MSN.

Em entrevista ao jornal SP1, da TV Globo, o governador fez ainda um apelo à população. “Ao retornarem para suas casas hoje após o trabalho, não saiam de casa. Isso vai evitar transtornos e riscos a vocês (população). Amanhã ao saírem para seus escritórios, mais uma vez, retornem para suas casas e fiquem em casa, porque as chuvas infelizmente vão prosseguir pelos dados meteorológicos pelas próximas 48 horas.”

Segundo dados do governo, as medições pluviométricas no início deste mês mostram índices muito acima das médias históricas. Em Santo André, por exemplo, choveu 182mm nas últimas 24 horas, o equivalente a 80% da média para todo o mês de março. Em São Bernardo do Campo e Ribeirão Pires, o registro das últimas 24 horas também foi muito elevado e correspondeu a 78% e a 74% das médias mensais, respectivamente.

11/03/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)